Vitamina D e risco de demência

Postado em: 24.11.2016

Autor: Dr. Glauber Ferreira, médico neurologista na Clínica da Memória

Vitamina D é essencial para boa saúde em adultos idosos. A deficiência de vitamina D tem sido associada à osteoporose, risco cardiovascular, asma e câncer e também parece ter um papel na prevenção de diabetes, esclerose múltipla e hipertireoidismo.

O que é vitamina D?
Vitamina D não se refere somente a um único nutriente essencial, mas a um grupo de secosteróides. Esse grupo age como um hormônio, e é primariamente responsável por ajudar os intestinos a absorverem cálcio, ferro, magnésio, fosfato e zinco. Estima-se que 40 à 75% dos adultos tenham deficiência dessa vitamina. Isso se deve ao fato dela estar presente em alguns poucos alimentos. Ela pode ser absorvida por meio de luz solar, mas, devido aos riscos para a pele da exposição solar, médicos costumam recomendar que correção da hipovitaminose por meio de dieta e suplementos.

 

 

A conexão entre vitamina D e demência:

Um time internacional de pesquisadores conduziu um estudo com mais de 1600 idosos por um período de 6 anos. Eles encontraram que indivíduos com deficiência grave da vitamina tinha mais do que dobro da chance de desenvolver Alzheimer e demência do que aquelos com os níveis normais. Participantes com deficiência moderada tinham um aumento de 53% no risco, enquanto que aqueles com deficiência grave tinham risco aumentado em 125% de desenvolver demência. O autor principal, David Llewellyn, da escola médica da universidade de Exet comentou:

“Nós esperávamos achar uma associação entre níveis baixos de vitamina D e o risco de demência e Alzheimer, mas os resultados foram supreendentes – nos descobrimos que a associação era o dobro do que nós antecipamos”.

Esse estudo demonstrou uma forte relação entre demência e deficiência de vitamina D, mas os pesquisadores ainda não estão prontos para dizer que essa hipovitaminose causa demência. Ensaios clínicos e pesquisa adicional são necessárias para estabelecer se níveis adequados da vitamina podem prevenir, tratar ou atrasar a doença de Alzheimer.

 

 

Alimentos ricos em vitamina D

                                                                        Peixes, ovos e derivados do leite são ricos em vitamina D

 

Como obter mais vitamina D?
Recomenda-se que adultos abaixo dos 69 anos consomam 600UI por dia e que adultos acima de 70 anos aumentem o consumo para 800UI por dia. Adultos mais idosos precisam de mais vitamina porquê ele tipicamente passam menos tempo expostos ao sol e porquê sua pele não produz vitamina de forma tão eficiente quantos os mais jovens. Apesar do sol ser uma das melhores formas de se obter vitamina D, não se recomenda exposição prolongada devido o risco de câncer de pele. As melhores fontes alimentares são:

► Óleo de peixe;

► Salmão

► Atum

► Suco de laranja

► Leite

► Iogurte

► Sardiinhas

► Fígado

 

Para verificar se os seus níveis de vitamina D, ou para saber mais sobre prevenção de demência e de Alzheimer, procure um médico ou nutricionista.

 

Fonte: Alzheimer.net