Oito motivos para comer peixe

Postado em: 20.12.2016

Autor: Dr. Glauber Ferreira, médico neurologista na Clínica da Memória

Nós, cearenses, comemos pouco peixe. Isso parece estranho considerando que vivemos em um estado litorâneo. O peixe não agrada o paladar da maioria das pessoas, mas é um excelente alimento, rico em nutrientes e associado a uma melhor saúde. Aqui vão 8 motivos para se comer mais peixe:

1) É um antidepressivo natural

O consumo de ácido graxos poliinsaturados presentes no peixe, especialmente aqueles do complexo ômega 3 são vitais para uma função cerebral saudável. Pessoas que seguem a dieta do Mediterrâneo, rica em peixe, frutas, legumes e oleaginosas são mais felizes e menos propensas a sofrerem de ansiedade crônica, conforme estudo publicado pela Universidade do Sul da Austrália.

2) Pode reduzir o risco de câncer de intestino:

Pessoas que tem dieta que inclui peixe e vegetais, mas com pouca carne vermelha, tem 43% menos chance de desenvolver câncer de intestino, de acordo com um estudo da Universidade da Califórnia. O consumo da carne vermelha, especialmente a carne processada, está associada ao maior risco da doença.

3) Pode combater a artrite reumatoide:

Consumir pelo menos uma porção de peixe por semana pode reduzir as chances de artrite reumatoide. Um estudo publicado no periódico Annals of Rheumatic Diseases em 2013 envolvendo 32.000 mulheres demonstrou esse efeito.

4) Pode prevenir perda auditiva.

Pessoas que consomem peixe tem 20% menos chance de perder audição. Uma pesquisa Americana publicada no American Journal of Clinical Nutrition seguiu 65,215 enfermeiras ao longo de 18 anos e observou essa relação. Qualquer tipo de peixe estava associado a essa redução de risco.

5) Pode melhorar a memória e prevenir Alzheimer:

Consumo de peixe, especialmente quando dentro de uma dieta saudável, reduz consideravelmente o risco de Alzheimer e pode melhorar a memória. A dieta MIND, que é um misto de dieta do Mediterrâneo com a dieta DASH (para hipertensão) mostrou redução substancial do risco de demência e neurodegeneração, especialmente quando combinada com exercícios e estímulo intelectual.

O benefício é tão concreto que a revista Alzheimer & Dementia, a publicação mais conceituado do mundo na área dedicou uma capa ao assunto. E quanto de peixe devemos consumir? Quatro porções por semana é o recomendado.

Capa da revista Alzheimer & Dementia: peixe é fundamental!

6) Pode prevenir um AVC:

Ainda não está convencido? Consumir duas porções de peixe por semana reduz o risco de AVC de acordo com estudo de 2012 do British Medical Journal. Que estudou os hábitos alimentares de 800,00 pessoas mundo afora.

7) Pode melhorar enxaquecas:

Diversos estudos apontam que comer peixes oleosos, como o salmão, pode reduzir a frequência e severidade de enxaquecas. Uma publicação da Universidade de Cincinnati demonstrou esse efeito.

8) Reforça os ossos:

Peixe é uma das melhores fontes de vitamina D, que é essencial para dentes e ossos saudáveis. Na verdade, peixes são uma das poucas fontes naturais de vitamina D. Para saber mais sobre essa vitamina, veja nosso artigo do mês passado.

Para introduzir peixe na sua dieta, consulte uma das nutricionistas da clinica da memória.

Fonte: Jane Murphy. Saga.co.ik