Incontinência urinária em idosos

Postado em: 03.12.2015
Autora: Dra. Ianna Lacerda, Médica Geriatra na Clínica da Memória.

Autora: Dra. Ianna Lacerda, Médica Geriatra na Clínica da Memória.

A incontinência urinaria é geralmente atribuída ao envelhecimento. Frases como “é normal usar fraldas quando envelhecemos”, “perder urina é um problema de idade” são muito comuns. Convencer o paciente e seus familiares que a incontinência urinaria é uma doença e deve ser tratada e minimizar o preconceito quanto ao envelhecimento é um dos maiores desafios do geriatra.

Adoro a frase: “velho é o seu preconceito”. Ela é frequente em campanhas da Gerontologia e representa a realidade de como a maioria das pessoas encara o envelhecimento. Incontinência é problema de idoso, e de mulheres grávidas, ou que tiveram filhos e de homens que operam a próstata. O envelhecimento pode não cursar com incontinência urinária.

O fato é que nossa sociedade está envelhecendo e não estamos preparados. Mas precisamos ter consciência de que envelhecer é um processo. Não é um problema que acontece do dia para a noite após os 60 anos. E a melhor forma de vencer os desafios é com a educação e a prevenção. Precisamos nos apoderar de nós mesmos para envelhecemos melhor.

Então o que posso fazer para prevenir incontinência urinária? A primeira tarefa é tentar manter-se saudável, manter o peso, evitar bebidas alcoólicas e evitar o tabagismo. O segundo é cuidar da nossa musculatura pélvica. Precisamos fortificar os músculos que seguram a urina, devemos fazer exercícios de treinamento vesical, preferencialmente orientado por profissionais capacitados. O treinamento vesical objetiva aumentar o intervalo entre uma urina e outra, para aumentar a capacidade de armazenamento da bexiga.

INCONTINÊNCIA URINÁRIA EM IDOSOS

Tente manter-se saudável, manter o peso, evitar bebidas alcoólicas e evitar o tabagismo. Cuide da musculatura pélvica.

Além disso, vale uma dica preciosa, precisamos respeitar o nosso corpo. Não segure a urina até o último segundo, para quando não tiver aguentando mais, correr ao banheiro. Você está treinando seu corpo a manter uma situação complicada e sujeita a riscos como a infecção urinária.

Por fim, se você, jovem ou idoso, tiver passado sufoco, perdendo urina quando espirra, ou de forma inusitada causando constrangimento, e essa situação vem se repetindo, procure um médico e cuide-se. Essa atitude irá fazer que você CONTINUE A ENVELHECER com qualidade.