Conheça os sintomas da meningite

Postado em: 17.06.2016

Autor: Dr. Glauber Ferreira, médico neurologista na Clínica da Memória.

A meningite é uma inflamação das meninges, uma membrana que reveste o cérebro e boa parte do sistema nervoso. Essa inflamação é geralmente causada por agentes infecciosos, como bactérias, vírus ou fungos e geralmente é contraída pela via respiratória.

SINTOMAS

Os sintomas da meningite são:

→ Dor de cabeça

→ Febre

→ Dor e rigidez do pescoço

→ Náuseas e vômitos

→ Aversão a luz (fotofobia)

→ Sonolência

→ Confusão mental

→ Irritabilidade

→ Abaulamento de fontanelas (moleira) em crianças pequenas.

 

 

 

CAUSAS

A causa mais comum de meningite são vírus comuns que normalmente só provocam sintomas digestivos, como a diarreia e vômitos. Por alguma falha no sistema imunológico esses vírus podem invadir e inflamar as meninges. A infecção por esses vírus comuns não provocam sintomas mais sérios e a pessoa afetada geralmente sente só uma forte dor de cabeça que dura alguns dias. A maioria dos casos sequer são diagnosticados porque a pessoa melhora por conta própria antes de procurar ajuda. Aqueles que recebem um diagnóstico são medicados somente com remédios para os sintomas de dor de cabeça e febre.

Porém alguns vírus podem ser bem perigosos, como é o caso da meningite pelo vírus da herpes. Nessa doença drogas antivirais são necessárias e os sintomas podem ser muito sérios. O internamento nesses casos costuma ser prolongado e indivíduos não tratados podem evoluir para coma e ter sequelas graves.

Bactérias são sempre perigosas quando provocam meningite. A mais comum é uma bactéria conhecida por provocar pneumonias: o pneumococo. Os sintomas são mesmo que os do vírus, mas geralmente mais intensos. A bactéria mais perigosa e contagiosa é o meningococo. Quando se suspeita de uma infecção por meningococo é preciso isolar o paciente e medicar com antibióticos todas as pessoas que tiveram contato com o caso. Somente o menigococo requer isolamento do paciente e cuidados da equipe para evitar contágio. Antibióticos são necessários em todos os casos de meningite por bactéria e devem ser iniciados o mais cedo possível. Quanto mais tarde o início do tratamento, maior a chance de complicações e sequelas.

Meningites por fungos são raras. Os sintomas nesses casos costumam ser mais crônicos. O paciente pode ter queixas de dor de cabeça e febre por muitas semanas antes de procurar atenção médica. Alguns fungos podem aumentar a pressão dentro da cabeça e provocar perda progressiva da visão. O tratamento é feito com antifúngicos e pode durar vários meses.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico da meningite é feito através da coleta e análise do líquido que circula entre o cérebro e as meninges chamado de líquor. Essa coleta é realizada com uma longa agulha inserida entre as vértebras na parte mais baixa das costas. O procedimento é chamado de punção lombar. É relativamente simples e rápido. Geralmente se emprega anestesia no local semelhante àquela usada pelo dentista, que torna o procedimento relativamente indolor. Somente através da análise do líquor é que é possível diagnosticar se há meningite e qual a sua causa.

 

TRATAMENTO

Meningites por infecção são tratadas de acordo com sua causa. Podem se empregar antibióticos, antivirais ou antifúngicos dependendo da causa. Drogas corticoides, que são anti-inflamatórios potentes geralmente são usados para aliviar os sintomas e prevenir sequelas. O segredo do sucesso no tratamento das meningites é o diagnóstico precoce. Quanto mais cedo se iniciar o tratamento, melhor é o resultado.

 

Saiba onde procurar atendimento médico neurológico de urgência em Fortaleza na suspeita de meningite:

 

SUS:

→ Hospital Geral de Fortaleza

→  Hospital São José

 

Saúde Suplementar:

→ Hospital São Mateus (ProntoNeuro)

→ Hospital Monte Klinikum

→ Hospital Otoclínica

→Hospital Regional da Unimed